Programação

Polifonias: Conformações através de meios acústicos - arte sonora

14h

O programa Polifonia se constitui de uma série de encontros para refletir sobre questões contemporâneas das artes a partir do debate com artistas que apresentam suas obras e processos artísticos. Uma parceria entre a Escola do Olhar e o Programa de Pós-graduação em Estudos Contemporâneos das Artes e o bacharelado em artes da UFF, coordenada pelos professores  Hélio Carvalho e Tato Taborda. 

Neste semestre, o tema do programa Polifonia é CONFORMAÇÕES ATRAVÉS DE MEIOS ACÚSTICOS - ARTE SONORA

Introduções aos conceitos e obras fundadoras do campo da arte sonora, como interface entre os campos da música, de natureza simbólica/representacional e das sonoridades, de caráter fenomenológico. Interlocuções com artistas dedicados à arte sonora ou que dialogam com esse campo a partir de suas poéticas artísticas pessoais. 

06/05 - Milton Machado e Rodolfo Caesar
13/05 - Paulo Vivacqua e Floriano Romano
20/05 - Alexandre Fenerich e Alexandre Dacosta
27/05 - Vivian Caccuri, Maria Alice Poppe e Angel Vianna

Milton Machado

Pintor, desenhista, escultor, crítico, fotógrafo, professor. Entre 1965 e 1970, cursa arquitetura e urbanismo na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro - FAU/UFRJ. Realiza sua primeira individual em 1975, na Galeria Maison de France, no Rio de Janeiro. Obtém título de mestre em planejamento urbano e regional pela UFRJ em 1985. Muda-se para Londres, em 1994, onde inicia doutorado em artes visuais no Goldsmiths College University of London, concluído em 2000. Volta ao Brasil em 2001 e, em 2002, passa a lecionar história e teoria da arte na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro - EBA/UFRJ. Sua produção desde o fim da década de 1980 é amplamente diversificada: realiza instalações nas quais associa imagens e sons, como em HI-FI (Alta Fidelidade), apresentada na Bienal Internacional de São Paulo de 1987, e trabalha com fotografia e vídeo, como na série Sobre a Mobilidade, exposta em 2005.

Rodolfo Caesar

Carioca, compositor de música eletroacústica, pesquisador do CNPq e professor na Escola de Música da UFRJ, onde coordena o Laboratório de Música e Tecnologia, o LaMuT. Estudou na Uni-Rio e no Instituto Villa-Lobos na década de 70, no Rio de Janeiro. Mudou-se para a França em 1973, onde estudou com Pierre Schaeffer no Conservatório Nacional de Música de Paris e trabalhou nos estúdios da GRM. De volta ao Rio, na década de 1980, fundou o Estúdio da Glória. Morou na Inglaterra entre 1988 e 1994, onde completou doutorado em composição eletroacústica em 1992. Desde a década de 90 explora as relações entre a visualidade e a escuta, área de interesse tanto em seu trabalho de criação artística quanto em sua produção teórica. Em 2008 publicou, pela editora 7Letras (apoio FAPESP) o livro 'Círculos Ceifados', no qual funde a pesquisa com a ficção.

50 Vagas

Inscreva-se aqui.

Local: Escola do Olhar